Air France 447 - Destino ou Tragédia?

quarta-feira, 10 de junho de 2009 ·

O que dizer sobre uma tragédia como essa? De uma só vez 228 pessoas mortas. Aos poucos vamos descobrir o que realmente aconteceu com o voo e isso ajudará na melhora da segurança no futuro. Falhas acontecem. Tanto máquinas quanto humanos erram, falham. Assim como uma peça de um avião pode falhar, você pode treinar para uma Maratona e se machucar durante a prova. São falhas que acontecem... A maioria das pessoas acreditam que esse era o destino desses passageiros. Que havia chegado a hora de todos eles naquele exato dia e momento. Mas para 228 pessoas!? E as pessoas que não embarcaram? Não era a "hora" delas ainda!? Não consigo conceber tal idéia. Para aceitar algo assim, seria preciso acreditar que se o voo tivesse sido cancelado por um aviso de algum "vidente", todas essas 228 pessoas morreriam mesmo assim de alguma outra forma naquele exato momento. Isso é possível!? Para mim, não! A verdade é que nunca saberemos se essas coisas são possíveis pelo simples fato de não conhecermos o amanhã, o futuro. Mas, apesar de termos uma certa autonomia sobre nossas vidas, em alguns momentos ficamos entregues a atitudes de outras pessoas ou mesmo expostos ao funcionamento das máquinas. Você pode fazer tudo certo, mas alguém pode errar ou uma máquina falhar e vocês simplesmente não poderá fazer absolutamente nada! Essa é minha visão sobre tragédias como essa, mas sei que não é a visão da maioria. Deixo aqui um abraço a todos os familiares e amigos das vítimas do Air France 447. E que elas sejam respeitadas pela empresa, mesmo que nenhum valor possa suprir a falta de um pai ou de uma mãe...

3 comentários:

Alexandre Forato disse...
10 de junho de 2009 13:18  

não sei também dizer se esse negocio de destino existe mesmo. É algo para se pensar, pois se for destino é como vc falou...elas iriam morrer no avião ou fora dele.

Juliana Teixeira disse...
10 de junho de 2009 15:44  

O fato de existir um destino (também não sei se existe) não impede que as pessoas façam o que é certo. Por isso creio que tudo deve ser bem apurado, e caso tenha havido falhas que pudessem ter sido evitadas, por exemplo falta de manutenção, os responsáveis devem responder.

Por outro lado, acredito no "imponderável". Não há tecnologia infalível, e não acho impossível que um evento alheio às condições da aeronave e de quem a guiava ter causado o acidente. Um evento meteorológico, natural, sei lá.

E sim, concordo com o Leco, as falhas humanas acontecem o tempo todo. Numa situação destas, inflizmente, qualquer falha pode se transformar num desastre.

Sobre o respeito citado no fim do texto, leco, seria excelente se a mídia e a sociedade também respeitassem a situação crítica dos amigos e familiares. O que vi de gente tentando transformar isso em show senscionalista, piadas sem graça e evento político não foi brincadeira.

Leco Leite disse...
11 de junho de 2009 00:16  

AH, Ju, sempre temos os aproveitadores. Sério, passei 10 dias pensando se escreveria sobre esse assunto aqui...

E concordo com vc, se houve alguma falha, tem que ter um motivo e um responsável. E isso precisa ser esclarecido. Como a coisa não foi com uma empresa brasileira, pode ser que tudo seja resolvido... Vamos ver!

E Alexandre, um abraço pra vc e valeu por sempre participar por aqui...

Abraço...

Assine nossos Feeds!

Digite seu email:

Delivered by FeedBurner

Hum Parágrafo no Twitter!

Seguidores

Divulgação

Uêba - Os Melhores Links

Publicidade

Estatísticas

Add to Technorati Favorites

Free counter and web stats
 
BlogBlogs.Com.Br