Quanto vale o Vale-Cultura!?

terça-feira, 28 de julho de 2009 ·

O projeto ainda nem chegou e já gera debates interessantes. O Vale-Cultura, novo projeto do Governo Federal prevê a distribuição de até R$ 50 para gastos com cultura como cinema, shows, teatro, livros, CD's e DVD's. Claro que esse será um benefício, não obrigatório, oferecido pela empresas e que poderão deduzir de seus impostos. A grande discussão está novamente focada na questão eleitoreira da ação... Para muitos, isso é mais uma jogada para ganhar votos nas eleições do ano que vem, quando vamos eleger novos Governadores, Senadores, Deputados e o Presidente. Esse grupo defende que já temos o Bolsa-Família e agora com o Vale-Cultura temos explícita a política do "pão e circo". Esse mesmo grupo pensa dessa forma por acreditar que, além de ser uma manobra para votos, o "povão" vai usar esse benefício com "cultura de baixa qualidade", coisas como "forró, brega e etc, sabe!?"!! Cultura é Cultura! Se você não gosta, tenha a sua. Os exemplos que usei não fazem meu gênero, mas o que eu posso fazer a respeito se muitos gostam!? Mas agora, isso pode mesmo gerar votos e influenciar nas próximas eleições!? Sim, acredito que pode ser um fator. Mas o que não é!? A diferença é que o dinheiro está sendo distribuído e não colocado em uma obra que pode não ser tão necessária, por exemplo. Essa distribuição não exime a responsabilidade de melhorar a Educação no País. Mas o Ministério da Cultura tem suas verbas e precisa sim utilizá-las. Querendo ou não, aceitando ou não, o Vale-Cultura vem aí... Eu acho bacana!

6 comentários:

Nan disse...
28 de julho de 2009 08:13  

Mas Leco, sejamos honestos! 50 reais não dá pra nada!

Leco Leite disse...
28 de julho de 2009 12:08  

Ah, mas tbm mais que isso viraria bagunça... hehehe

KA disse...
29 de julho de 2009 15:27  

Leco! Que bacana este espaço. Eu não conhecia. Bom ver outras vertentes dos fãs de Lost.

Sobre seu post: acho que deveria ser um vale livro. Para incentivar a leitura...Ou poderiam as próprias empresas adquirirem títulos clássicos para distribuição aos funcionários...
Bjão!

Elaine disse...
30 de julho de 2009 09:22  

Leco, Achei bacana a medida sim. Mas precisa vir junto um manual de boa utilização, dando dicas de cultura, incentivando as pessoas a conhecerem outras coisas, sair do mesmo. Eu com certeza gastaria tudo em livros e séries.
Adorei descobrir este site!

Leco Leite disse...
31 de julho de 2009 01:14  

Eu tbm achei legal o projeto. E realmente, Elaine, um tipo de "orientação" para novidades seria bacana mesmo...

E que bom que gostaram, Elaine e Ka, ainda falta muita coisa por aqui e que vamos, eu, Fabio e Juliana, melhorando aos poucos...

Mas pode espalhar e indicar por aí... hehehe

Bjos!

Juliana Teixeira disse...
4 de agosto de 2009 15:25  

Eu achei sensacional essa iniciativa do Vale Cultura, por vários motivos:

1. O mais óbvio: cultura e lazer são DIREITOS de TODOS. E uma parcela imensa da nossa população está privada disso. Logo, o Vale Cultura é uma medida de inclusão social.

2. A maneira como será distribuído o desvincula da imagem do governo federal - pelo menos de uma maneira direta. Não que o governo não deva levar os créditos - afinal, a iniciativa foi dele, e portanto serão também os méritos. Só que a desvinculação pode, talvez, enfraquecer o pífio argumento de que o Vale Cultura é uma manobra eleitoreira.

3. Aliás, como bem disse o Leco, qualquer ação positiva pode sim se reverter em votos. No entanto, neste caso do Vale Cultura, este argumento pode se tornar incoerente, se pensarmos que uma população mais bem informada é uma população menos manipulável, não é mesmo?

4. Mais uma vez, mérito para o Leco por ter colocado outro ponto muito relevante da proposta: o Vale Cultura será um benefício concedido pelas empresas, que terão em contrapartida incentivos fiscais. É o mesmo princípio que rege o oferecimento de Vale Refeição e Vale Alimentação, por exemplo. Ou seja, vantagens para todos: empresas, empregados, setor de comércio e serviços relacionados à cultura.

5. 'Cultura de baixa qualidade' é um argumento tão detestável e preconceituoso que sequer merece ser levado a sério. Ponto pro Leco de novo!

6. Nan, R$ 50,00 pode ser pouco, mas imagine uma família com renda mensal de, por exemplo, 2 salários mínimos - hoje em dia, mais ou menos, R$ 950,00. Agora imagine que 2 mebros dessa família recebem o Vale Cultura no valor máximo. Essa família acaba de receber R$ 100, equivalentes a 10% a mais de renda, para serem gastos exclusivamente com cultura. Isso faz MUITA diferença.

Adorei o post e o tema, Leco, parabéns!

E obrigada a todos que elogiaram o blog. Estou meio sumida daqui, meu mês está bem cheio, mas espero voltar logo à atividade normal.

Beijos a todos!

Assine nossos Feeds!

Digite seu email:

Delivered by FeedBurner

Hum Parágrafo no Twitter!

Seguidores

Divulgação

Uêba - Os Melhores Links

Publicidade

Estatísticas

Add to Technorati Favorites

Free counter and web stats
 
BlogBlogs.Com.Br